Karl Lagerfeld e a moda

Blog
Typography

Lagerfeld foi um dos maiores na arte de transformar o vestir em algo mais. Para entender como ele chegou a esse nível, é preciso analisar o seu passado.

O artista nasceu em Hamburgo, na Alemanha. Filho de um empresário e de uma violinista, ele sempre gostou de moda. Em busca do sonho que nutriu por toda a sua adolescência, o aspirante a estilista partiu para a França em 1953.

O rei da Chanel nem sempre carregou esse título. Em 1962, na cidade luz, entre trancos e barrancos, Lagerfeld acabou sendo contratado como assistente pela grife francesa Pierre Balmain. No ano seguinte, embarcou no luxo da Chloé, usando as suas mãos para criar não só roupas, mas também jóias por mais de dez anos.

Na década de 60, o designer de moda começou a trabalhar na Fendi, onde permaneceu até a sua morte. Em 1983, o estilista tomou o seu trono. Reinventando as peças clássicas de Coco Chanel, Lagerfeld  reformulou a grife, que há muito não emplacava uma coleção de sucesso. A partir daí, o homem de rabo de cavalo, camisa branca, terno preto e óculos escuros imortalizou-se.

Os desfiles mais inusitados eram assinados por ele. As roupas mais desejadas.  As suas peças vestiram as maiores estrelas, do hemisfério sul ao norte. O estilista era um camaleão, mudava sem medo e derramava toda a coragem em suas criações. Essas foram certezas, que não calam a incerteza do que será das passarelas sem o toque de Karl Lagerfeld.

Saiba mais sobre o estilista.