20
Sáb, Jul

CONHEÇA A HISTÓRIA DE ALGUNS FAMOSOS BRASILEIROS QUE RESOLVERAM ADOTAR

Uncategorised
Typography

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso

Um dos casais brasileiros mais populares da atualidade adotaram, há quase um ano, uma criança de três anos, nascida em Malawi, no Sul da África. Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso deram à garotinha o nome de Titi, que já faz sucesso nas redes sociais do casal. Em entrevista, Giovanna fala sobre como conheceu a filha e declara: “Eu estava em um momento que eu queria trabalhar. Não pensava em engravidar, em ter filhos. E, de repente, me vi mãe, sem querer ser e sem estar preparada”, conta Ewbank no programa Domingão do Faustão. A atriz foi a trabalho para a África e conheceu a filha. Bruno, seu marido, foi conhecê-la depois do relato de Giovanna e juntos constituíram uma família.  

 

 

Vanessa da Mata

A cantora Vanessa da Mata, de 41 anos, é mãe de Bianca, Filipe e Micael. Em uma publicação no Facebook, Vanessa contou: “De repente eu tinha trigêmeos. Eles vieram com muita expectativa, medo, cheios de curiosidade e disposição para amar. Chegaram coincidentemente, ou nem tanto assim, no Dia das Mães. Em uma semana eles já sorriam! Em duas, me chamavam de "minha mamãe" com um orgulho que doía. Enquanto nenhum filho dos outros queria beijar os pais na porta da escola, pois estavam crescidos, os nossos faziam muito gosto, matavam de inveja os outros pais que nos olhavam derretidos: 'que delícia a minha mamãe e o meu papai”, contou em sua página.

 

Glória Maria

 

Glória Maria, de 67 anos, adotou há 8 anos duas crianças, Maria e Laura. Maria foi adotada com um ano e seis meses e Laura, com sete meses. A apresentadora ficou na fila de espera por meses e, apesar de famosa, aparentemente não teve regalias por isso.  Em entrevista ao site R7, quando perguntada o porquê de ter adotado duas meninas, ela declarou: “Eu não escolhi. Aí é que está. Eu não tinha a menor intenção de adotar. Foram elas quem me escolheram. Quando as conheci, uma tinha um mês e a outra tinha nove meses. Elas me elegeram no meio de um monte de crianças do abrigo, todas carentes e querendo atenção. Elas me fisgaram e me pegaram para elas. Eu sou muito religiosa e tenho uma fé enorme. Então eu digo: foi coisa de Deus”, conta Glória.

 

 

Newletter

Cadastre seu email e fique por dentro das novidades do Portal Conecta.
Obrigado por efetuar o cadastro, em breve novidades para você!