Uber e Taxi: a competição que virou agressão

Cidades
Typography

O aplicativo Uber foi fundado em 2009, por Garrett Camp e Travis Camp. Em 2010, foi lançado para Smarphones e Iphones através do E-hailing, por meio do qual os usuários poderiam realizar pagamentos utilizando cartão de crédito.

O Uber é popularmente conhecido como carona remunerada. Sua proposta é oferecer um serviço ágil, com comodidade e luxo, além de fornecer um preço menor do que o táxi tradicional. 

Por anos, os táxis foram uma das principais alternativas para os pedestres que buscavam um meio prático e seguro de locomoção, o que gerou alguns motoristas comodistas e mal educados na relação com os clientes. O aplicativo veio para romper com essa tradição, uma vez que oferece um serviço melhor e mais prático. Desde os primórdios do tempo, a competição existe. E, quase sempre, gera um produto melhor para as pessoas que acompanham o espetáculo, visto que os competidores tentam constantemente superar os rivais e, para isso, buscam a cada dia reinventar e aperfeiçoar o serviço que oferecem.

Mas nem todos os motoristas refletem essa tendência. Independente do local, vários casos foram reportados sobre taxistas que agrediram motoristas do Uber por mera intimidação, ou por não saber lidar com a competição. Em Belo Horizonte, capital mineira, no dia 29 de agosto de 2016, a vítima foi um motorista de 24 anos, esfaqueado enquanto levava uma de suas clientes à Avenida Christiano Machado. Casos assim estão cada dia mais frequentes, a exemplo do que ocorreu com  Diogo Francisco Teixeira, parceiro do Uber há mais de sete meses, que afirma ter sofrido tentativa de intimidação ao buscar uma família no Hotel Ibis, localizado na Rua Rio Grande do Norte. "Uma colisão proposital na praça da rodoviária. Ambas as situações foram promovidas por motoristas de táxi. Faço parte de um grupo de emergência no WhatsApp e, ao menos uma vez por mês, alguém pede ajuda lá”, relata.

Inscreva-se através do nosso serviço gratuito de subscrição de e-mail para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.