Zona Last, onde a cultura ganha vida

Cultura
Typography

Mais do que um lugar onde "gente alternativa" se reúne, a Zona Last é símbolo de diversidade e histórias singulares. Localizada no bairro de Santa Tereza, quase no Horto, zona leste da cidade (daí vem o trocadilho), o local usa seu espaço para promover festas com temáticas que precisam ser conversadas: como exemplo do feminismo e debates gays.

O simplório imóvel de um banheiro só não afasta ninguém, muito pelo contrário, a quantidade de público é tão grande que consegue literalmente fechar as ruas com o número de pessoas frequentadoras.

Existem opções de comida e bebida a venda, como por exemplo as Long necks que custam um valor de 5 reais. Drinks variam de 10 e 18 reais, e as gostosas porções vão de 5 até 15 reais. 

Ao ir para o evento, é possível curtir uma festa temática (como festas juninas, que já ocorreram no local) ou até mesmo assistir algum episódio da série RuPaul's Drag Race, famoso seriado americano que envolve o universo das Drag Queens. Após assistir juntos os episódios, a pista de dança é aberta e as pessoas se divertem madrugada a dentro.

Mesmo sendo um espaço noturno de diversão, bebida e descontração, a Zona Last é vista pela maioria de seus frequentadores como um local que realmente agrega espaço na cidade e é palco de debates que provavelmente não teriam muita voz em outros bares e locais de entretenimento da capital.

 

Matheus Felix tem 23 anos e é frequentador do Zona Last. Em entrevista, ele conta porquê acredita que o espaço vem mudando o cenário belorizontino. 

Inscreva-se através do nosso serviço gratuito de subscrição de e-mail para receber notificações quando novas informações estiverem disponíveis.